22 de dez de 2012

O significado de "Cadastro"


Cadastro vem do francês cadastre, que significa: registro público, lista ou encabeçamento, em que se contém o gênero e o valor das terras de cada comarca, bem como o nome de quem as possui. Em seu sentido original, equivalia aos termos: censo (do latim census), recenseamento ou à expressão alistamento geral, como sugeriam, à época, os puristas da Língua Portuguesa. Hoje, entre outros sentidos, significa: o documento em que estabelecimentos comerciais registram dados financeiros de clientes; o registro público dos bens imóveis de um território; o registro de informações patrimoniais, financeiras, comerciais etc. sobre empresas, organizações ou instituições diversas. Exemplos da Literatura: de Camilo Castelo Branco, em "Coração, cabeça e estômago, de Camilo Castelo Branco": “Não respondi a este artigo. Falei-lhe do meu coração, assunto sublime de mais para ser conspurcado no cadastro dos lucros provenientes do dote quadrúpede de D. Catarina”; de José Saramago, em “Intermitências da Morte”: “E não nos admiremos se, no preciso instante em que estivéssemos a ler o nosso cadastro particular, nos aparecesse instantaneamente registado o choque da angústia que de súbito nos petrificou”; em “O Evangelho Segundo Jesus Cristo”: “No mês de Shevat floriram as amendoeiras, e entrara-se já no mês de Adar, depois das festas do Purim, quando apareceram em Nazaré uns soldados romanos, dos que então andavam por Galileia, de povoado em cidade, de cidade em povoado, e outros pelas mais partes do reino de Herodes, fazendo saber às populações que, por ordem de César Augusto, todas as famílias que tivessem o seu domicílio nas províncias governadas pelo cônsul Públio Sulpício Quirino estavam obrigadas a recensear-se e que o recenseamento, destinado, como outros, a pôr em dia o cadastro dos contribuintes de Roma.”


---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário