16 de dez de 2012

O sentido de “Anuidade”


A palavra anuidade foi tomada do francês annuité, para significar, em geral, qualquer renda ou consignação anual, ou mais exatamente, aquela que o devedor satisfaz anualmente (ou por determinado número de anos) ao seu credor. O vocábulo teve seu uso, pela primeira vez no idioma português, num decreto de 29 de outubro de 1796, passando a ter plena aprovação dos gramáticos portugueses. Na prática anuidade é a quantia que se paga anualmente. Em outras palavras: é o pagamento periódico, geralmente anual, destinado a constituir um capital ou amortizar uma dívida. Exemplos da Literatura: de Júlio Diniz, em “Os Fidalgos da Casa Mourisca”: “Jorge prosseguiu informando minuciosamente a prima do estado dos seus negócios, dos seus planos de reforma, das suas esperanças no futuro, e quase lhe não poupou o cálculo de  anuidades, pelo qual chegava a determinar a época em que poderia amortizar totalmente a dívida contraída, segundo as bases da legislação hipotecária”;  de Chico Buarque, em “Leite Derramado”: “Espantou-se de não termos sequer um plano de saúde, fez Eulálio pagar à vista a anuidade mais cara da praça, dada a idade provecta dos usuários.”


---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário