31 de ago de 2018

O emprego do TH: “enfeitando o pavão”


O emprego do TH: “enfeitando o pavão”

Especialmente a partir dos anos 90 do século passado tornou-se comum fazer uso da combinação “th” para a formação de nomes próprios, como no exemplo clássico: Matheus. Embora em tempos remotos da história da nossa língua o seu uso tenha tido um caráter oficial (como em theologia), não existe, hoje, qualquer justificativa linguística que faça valer essa prática ortográfica. A utilização de tal combinação só pode ser entendida pelo viés cultural, oriunda da nossa eterna mania de supervalorizar os estrangeirismos das línguas influentes, como é o caso do inglês.    É bom esclarecer, que, quando outrora empregado em nosso idioma, o th se justificava por corresponder à  letra theta dos gregos; usávamos como os latinos, somente nas palavras de etimologia grega.

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário