2 de dez de 2012

O que é “Sinete”


A palavra sinete vem do francês snignet: selo, e designa o selo (chancela, carimbo) que se aplica embaixo de um documento importante. É semelhante a uma assinatura que atesta que o documento é legítimo, ou seja, que não é falso. A Bíblia faz menção desse utensílio:  “E Faraó tirou da mão o seu anel-sinete e pô-lo na mão de José, vestiu-o de traje de linho fino, e lhe pôs ao pescoço um colar de ouro” (Gn: 42:42). / “Então escreveu cartas em nome de Acabe e, selando-as com o sinete dele, mandou-as aos anciãos e aos nobres que habitavam com Nabote na sua cidade” (1 Rs. 21:8). Exemplos da Literatura: de Machado de Assis, em “Papéis Avulsos”: “Era o rei mais feliz da terra; tão feliz, que começou a recear alguma viravolta da Fortuna, e, para aplacá-la antecipadamente, determinou fazer um grande sacrifício: deitar ao mar o anel precioso que, segundo alguns, lhe servia de sinete”; em “Quincas Borba”: “Chegou a compor de cabeça um sinete para seu uso, com este lema: AO VENCEDOR, AS BATATAS”; de José de Alencar, em “Senhora”: “A todos os pormenores dessa comezinha operação, no dobrar a folha de papel, encerrá-la na capa, derreter o lacre e imprimir o sinete, a moça deliberadamente aplicava a maior atenção e esmero”; de Eça de Queiroz, em “O Primo Basílio”: “Ordinariamente mandava um recado; — e a curiosidade de Juliana acendeu-se logo diante daquele sobrescrito fechado e lacrado com o sinete de Luísa, um L gótico dentro de uma coroa de rosas”; em “A Relíquia”: “cruz é broche, a cruz é berloque; pende nos colares, tilinta nas pulseiras; é gravada em sinetes de lacre, é incrustada em botões de punho.”


---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário