1 de dez de 2012

O exagero da “Hipérbole”



A palavra hipérbole vem do latim hyperbole, pelo grego hyperbolé: o ato de lançar ou passar por baixo, formada do prefixo hiper (por cima, sobre) e bole (ação de lançar, lançamento).  Linguisticamente diz respeito a uma figura de linguagem, que enfatiza o exagero intencional da expressão. Exemplos: Ele quase morreu de tanto estudar. / Isso já foi falado um milhão de vezes. O padre Antônio Vieira nos brinda, em seu “Sermão da Segunda Dominga da Quaresma”, com um belo jogo de palavras, no qual a  hipérbole aparece tanto para aumentar quanto para diminuir alguma coisa, tudo, porém, na medida do exagero: “E se algum crítico acaso tiver estranhado a palavra e o assunto, saiba que usar talvez da mentira para persuadir a verdade, não só não encontra as leis da boa e verdadeira retórica, mas é um dos maiores primores da sua energia. Fala Sêneca da hipérbole, tão usada de todos os que falaram em coisas grandes, e diz assim: In hoc omnis hyperbole extenditur, ut ad verum mendacio venia: O fim por que a hipérbole se estende tanto fora dos mesmos limites do que pretende persuadir, é porque quer chegar à verdade por meio da mentira: mente e diz mais do  que a coisa é, para que se lhe venha a crer o que é: Nunquam tantum sperat hyperbole, quantum audet: Não é tão mal-entendida a hipérbole, que espere tanto do ouvinte quanto ela se atreve a afirmar. Sed incredibilia affirmat, ut ad credibilia pervenit: Mas afirma o que é incrível, para que se lhe creia tudo o que se pode crer. — Por este exemplo ficará entendido o fim e fundamento do meu discurso. O estilo que segui foi uma hipérbole às avessas. Há hipérbole por excesso e hipérbole por diminuição, e ambas mentem para chegar à verdade: Ut ad verum mendacio veniat. A hipérbole por excesso diz o muito que se não pode crer, para que se creia o que é; e a hipérbole por diminuição diz o pouco que se pode dizer, para que se creia o que será. O que será a glória do céu é o que se colhe eficazmente do meu discurso.” Lembrado que, na Geometria, hipérbole é a curva em que a diferença das distâncias de cada um de seus pontos a dois pontos fixos é sempre constante.

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário