30 de out de 2012

Padre Antônio Vieira escreve sobre “Etimologia”


BARRABÁS (“Sermão do Segundo Mandato”):
“Pois o homem, representado em Barrabás, ou o mesmo Barrabás é o Filho? Sim, e outra vez sim, com milagrosa propriedade, porque Barrabás na língua hebraica quer dizer: filius patris: o filho do padre: Barabbas filius patris latine dicitur, diz Santo Ambrósio. E a razão da etimologia é porque bar em hebreu quer dizer filho, e abbas quer dizer pai. De sorte que quando o Filho é condenado, para que o homem se livre, e quando o Filho morre, pare que o homem viva, então o homem se chama filho do Padre: filius Patris - porque o homem verdadeiramente, neste caso, o homem parece que é o filho do Padre, e o Filho não.”

---
O MAR
– (“Sermão IX  - Maria Rosa Mística”):“Também não ponderamos ainda a propriedade daquela palavra transfretavit.
Transfretavit
deriva-se de fretum, que é um dos quatro nomes do mar. O mar chama-se mare, chama-se pontus, chama-se aequor, chama-se fretum. E por quê? Os gramáticos, a quem pertencem estas etimologias, o dizem e distinguem com grande propriedade.
Cum fremit esse fretum, dices; mare cum sit ama-rum; Pontus ponte caret; sed ab aequo dicitur aequor.

Chama-se o mar mare, porque é amargoso; chama-se pontus, porque é incapaz de ponte; chama-se aequor, quando está igual e sereno; chama-se fretum, quando está bravo e furioso, e, como leão, dá bramidos”.---


---
SÁTRAPAS (“Sermão do Bom Ladrão”):
”Nicolau de Lira, sobre aquelas palavras de Daniel: Nabucodonosor rex misit ad congregandos satrapas, magistratus et judices, declarando a etimologia de sátrapas, que eram os governadores das províncias, diz que este nome foi composto de sat e de rapio: Dicuntur satrapae quasi satis rapientes, quia solent bona inferiorum rapere: Chamam-se sátrapas, porque costumam roubar assaz.”

---
CRISTO FILHO DO HOMEM (“História do Futuro”):
"E este é o sentido
em que Daniel e o Anjo falaram naquela visão chamando a Cristo Filho do Homem, com a mesma frase com que depois se nomeou a Cristo, e chamando ao Reino dos Cristãos Reino dos Santos, com a mesma frase com que depois se nomearam os Cristãos, bem assim como já antes de Daniel o tinha profetizado com o mesmo espírito Isaías: Et vocabunt eos populus sanctus, redempti a Domino. E aquele povo remido por Deus será chamado publicamente Povo santo, que é em próprios termos o que depois se viu na Igreja e o que diz aqui o Anjo: Regnum autem et potestas detur populo sanctorum. E ambos estes nomes e as etimologias deles compreendeu S. Paulo no princípio da Epístola aos Romanos, em que lhe chama Vocati Jesu Christi et vocatis Sanctis, chamados de Jesus Cristo e chamados santos.”

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário