26 de ago de 2016

A origem do biscoito

A forma mais antiga de se utilizar da farinha de trigo é o biscoito. Ninguém, porém, pode afirmar em que época foi, pela primeira vez, empregada a fermentação para se fazer o pão, mas o que incontestável é que os bolos feitos com farinha e águas, sem fermentação, que é o biscoito, é muito mais antigo do que o pão. Li num periódico que no fundo das camadas dos lagos da Suíça que datam da idade neolítica, foram achados bolos feitos de farinha e água, sem fermentação. O biscoito é, portanto, a forma primitiva da utilização da farinha de trigo e tem a vantagem de se conservar muito tempo e ser de fácil fabricação. Quase todas as nações antigas usavam de biscoitos nas guerras e nas longas viagens terrestres e marítimas. Os gregos davam-lhes um nome, que equivale a "pão que vai duas vezes ao fogo", e os romanos a denominavam de panis nauticus. A palavra biscoito significa que a preparação da massa ia "duas vezes" (bis) ao fogo, e os franceses dizem biscuit: bis (duas vezes) e cocto (cozido). Atualmente o processo de fabricar biscoitos é bem diferente, pois vai ao fogo uma só vez. Sobre o assunto ironizou alguém num jornal de 1888: "Daqui a alguns séculos os etimologistas atrapalhados para aplicarem a origem da palavra biscoito, indo uma só vez ao fogo, hão de descobrir em qualquer língua Welche que bis significa um."



---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário