6 de out de 2015

A origem de África

Dizem alguns etimologistas que tal palavra vem do grego fhrike ou frike, precedido de a (ideia de privação),  significando: sem frio, referindo-se a um lugar de muito calor. Outros, entretanto, afirmam ser oriundo do latim apricum, que quer dizer: exposto ao sol, resguardado do frio etc.
África é o terceiro continente mais extenso da Terra, com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados.
Na língua portuguesa usa-se tal palavra, também, para designar proeza ou façanha,  como na expressão: “Realizar uma áfrica”.

Exemplos de uso:
As nossas donas ainda se não esqueceram de sentir emoção ao aspecto de um rosto queimado pelo Sol da África...” (Gonçalves Dias: “Leonor de Mendonça”). / “O mar estava tranquilo, e o ar puro e diáfano. As costas de África fronteiras, lá na extremidade do horizonte, pareciam uma orla escura bordada no manto azul do firmamento” (Alexandre Herculano: “Eurico, o Presbítero”). / “Todavia, bem que pudesse de um pulo saltar vinte ribeiras como aquela, foi-se direito à ponte; porque não era animal que fizesse áfricas escusadas” (Alexandre Herculano: “Lendas e Narrativas”).



É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário