15 de jun de 2013

A origem da “Abreviação”

É de origem latina a palavra abreviação, abbreviatio, que quer dizer: diminuição, encurtamento. Gramaticalmente, diz-se da eliminação de um segmento de uma palavra a fim de se obter uma forma mais breve. Por exemplo: pornográfico – pornô, telefone – fone, automóvel- auto, cinema – cine etc. Alguns estudiosos atribuem sua invenção aos antigos egípcios, dos quais os gregos adquirirem o conhecimento, e desses os romanos. Segundo são Isidoro, Ênio foi o primeiro que entre os romanos inventou as abreviações em número de 1100, no século III, a.C. Na Idade Média o uso das  abreviações (ou abreviaturas) se generalizou de tal forma, que os manuscritos passaram a ficar ininteligíveis, sendo motivo da intervenção dos governos, uma vez que a prática prejudicava os atos públicos. A partir de 1782 a arte das abreviaturas renovou-se, recebendo o nome de Estenografia, surgindo, também, outros métodos, tais como a braquigrafia (ou escritura abreviada), a criptografia (ou escritura oculta), a semigrafia (ou escritura por signos), a taquigrafia (ou escritura rápida). Exemplos da Literatura: de Eça de Queiroz, em “Mistério da Estrada de Cintra”: “— Este homem — notou ele — tinha o costume invariável, mecânico, de escrever, abreviando-a, a palavra that; deste modo: dois TT separados por um traço. Esta abreviatura era só dele, original, desconhecida”; de Júlio Diniz, em “Uma Família Inglesa”: “Catharina ou Kate, segundo a familiar abreviatura inglesa, era uma criada octogenária, que tinha sido ama de Mr. Richard e jazia agora, paraplégica e demente, num dos quartos da casa...

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário