23 de dez de 2012

Os sentidos de "Dado"


A palavra dado, segundo Francisco de Saraiva Luiz,  vem do francês donné, e designava – originalmente – "as quantidades ou termos de que se serviam para encontrar as incógnitas, e resolver qualquer problema"  da esfera da aritmética. Por extensão de sentido, o termo passou a designar os fundamentos, razões, circunstâncias, sobre as quais podemos fundamentar o nosso juízo a respeito de uma dada questão ou fato, como nestes exemplos: “Não tenho dados para decidir quem está correto”. / “Não tenho dados pelos quais possa fundamentar minha decisão”. / “Não posso tomar esta decisão, pois me faltam dados suficientes” etc. Exemplos da Literatura: de Euclides da Cunha, em “Os Sertões”: “E como desde muito a intuição genial de Herschel lhes descobrira o influxo apreciável na dosagem de calor emitido para a Terra, a correlação surgia inabalável, neste estear-se em dados geométricos e físicos acolchetando-se num efeito único”; de Lima Barreto, em “Marginalia”: “Não afirmo que seja peculiar à época atual, pois há quem diga que ele é tão geral entre judeus, pelo simples motivo de que o Velho Testamento está recheado de exemplos de alguma coisa análoga e são conhecidos de nós todos; mas, seja como for, com dados atuais, a análise é sagaz no livro de Teotônio.Dardo é também o termo utilizado para designar  a peça cúbica marcada em cada uma das faces com pontos de 1 a 6, que se utilizam em alguns jogos.

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário