21 de nov de 2012

O outro sentido de “Catedrático”


A palavra catedrático vem de cátedra, do grego kathedra: que serve para sentar, assento, banco, fundamento. Antigamente catedrático era o nome de uma propina que os bispos davam quando eram promovidos à cátedra. Segundo um documento do arquivo da Mitra Bracarense de 1537, chamado o Cahtedratico, cada igreja deveria pagar 800 reis como propina. Hoje, segundo os dicionários, designa diz respeito ao lente efetivo de escola superior, professor titular de curso superior, indivíduo conhecedor de determinado assunto. Exemplos: de Jorge Amado, em “Capitães de Areia”: “Era advogado de muito nome, enriquecera na profissão, era catedrático na Faculdade de Direito, mas antes de tudo era um colecionador”; do padre Antônio Vieira, do “Sermão de Santa Catarina”: “O que só posso, e desejo aconselhar, é que todos os estudiosos e doutos, já que não podem imitar a santa vencedora, imitem os filósofos vencidos. Duas coisas tiveram insignes estes famosos catedráticos: a primeira, a docilidade, a segunda, a constância.”

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário