18 de fev de 2012

O que é um “Escapulário"?


O termo escapulário provém do termo latino scapulae, que, ao pé da letra, significa ombro, espáduas, e da palavra scapulare, que denota a vestidura dos ombros. Na prática, refere-se a uma tira de pano que frades e freiras de algumas ordens usam sobre os ombros, pendente sobre o peito (o “bentinho”). Em seu livro “Crendices: suas origens e classificação”, o pesquisador Getúlio César faz menção de uma lenda a respeito de como teria se originado o famoso escapulário:
Diz a lenda que os carmelitas, fugindo das perseguições contra eles movidas na Palestina, deixaram as plagas sírias acolhendo-se na Inglaterra sob a proteção de Eduardo II. Em Cambridge, onde se firmaram, na manhã do dia 16 de julho de 1251, o Prior Simão Stock velava e orava em súplica, quando “revestida de esplendor deslumbrante, apareceu Nossa Senhora. Trazia nas mãos o privilégio pedido: a parte do hábito melhor designava o Serviço da vida a Ela consagrada, a saber: o escapulário!”
Ao Prior embevecido, com inexprimível ternura maternal, disse: “Meu filho muito querido, recebe este escapulário tua Ordem, como sinal peculiar de minha fraternidade, privilégio para ti e para todos os carmelitas; quem morrer vestido com ele não padecerá do fogo eterno.Eis um sinal de salvação, de assistência nos perigos, eis aliança de paz e de eterna amizade!
---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário